anúncio

Saúde de verdade e maior longevidade para o seu cão e gato

Tem um cão agressivo? Veja como a prática do Reiki pode ajudar você e seu peludo

Nós, tutores de gatos (e cães), passamos um bom tempo delegando a nutrição dos nossos bichanos às empresas de pet food. É mais prático, mais “seguro”. A cada dia que passa, surgem alimentos para pets cada vez mais específicos: de gatos castrados à dieta renal. Muitos produtos são bem caros, mas a saúde do seu companheiro vale, você confia na marca e se sente seguro/a. Afinal, além de alimentar e tratar de possíveis problemas de saúde, as rações ainda auxiliam na limpeza dos dentes!


Infelizmente, isso não poderia estar mais longe da verdade: rações não limpam os dentes, e se você, tutor/a não se preocupar com a inspeção e limpeza do trato bucal do seu bichano, muito provavelmente verá surgir problemas como tártaro, gengivite, periodontite, entre outros.
De acordo com o American Veterinary Dental College, 70 por cento dos gatos apresentam sinais de doença bucal aos três anos de idade. É uma porcentagem alta de felinos domésticos que, ainda bem jovens, têm problemas de saúde.

Por que as rações não limpam os dentes dos gatinhos?

As marcas de rações alegam que, ao mastigar e triturar os pelets, os gatinhos estariam limpando seus dentes por meio do atrito nos dentes ao mastigar.

Então, vamos começar falando da dentição do seu gatinho. Você já deu uma boa olhada lá dentro? É a arcada de um animal carnívoro: dentes caninos projetados para dilacerar e rasgar uma carcaça, molares e pré-molares que se fecham perfeitamente como lâminas de tesoura, para triturar ossos e cortar a carne. Não há dentinhos “achatados”, característicos de herbívoros e onívoros (como nós, humanos), cuja digestão se inicia na boca, por meio da ruminação ou mastigação.

tártaro em gatos
Gatinhos domésticos são animais carnívoros, seus dentes forma projetados para comer carne!


Portanto, ao fornecer pelets de ração acreditando que o atrito da ração com os dentes fará uma limpeza, nós cometemos um erro comum, pois os gatos não mastigam as rações; muitos a engolem inteira. Consequentemente, não há nenhuma limpeza.

Alto teor de carboidratos nas rações: o primeiro passo para a formação de tártaros em gatos

Rações secas, independentemente da marca, do tipo, do valor contêm grandes quantidades de carboidrato. Só esse fato já seria o suficiente para não escolhermos esse tipo de comida para nossos gatos, já que a necessidade desse alimento é muito baixa, pois são carnívoros obrigatórios.

Ocorre que, além ser um alimento inapropriado, os carboidratos aderem ao dente do felino, quando em contato com a saliva. E sem uma limpeza adequada, uma placa bacteriana se forma e, mais adiante, ocorre o surgimento do tártaro, que também pode causar outros problemas para seu gatinho.

Tártaro em gatos: uma porta de entrada para outros problemas de saúde

Se seu gatinho não recebe higienização nos dentes, a placa bacteriana que se formou com a alimentação endurece após alguns dias, formando o tártaro.

 

Como a maioria de nós, tutores, não temos o hábito de escovar os dentes dos nossos gatinhos, o tártaro que se formou começa a irritar as gengivas, causando vermelhidão e sangramento: é a chamada gengivite.

Infelizmente, se o tártaro não for removido a tempo, o problema pode avançar em gravidade, pois as bactérias presentes se multiplicam em alta velocidade, podendo até comprometer todo o dente e sua estrutura óssea.

Além disso, estudos mostram que há uma relação entre doença periodontal e problemas cardíacos, renais e hepáticos, entre outros, que acometem tanto nós, tutores, quanto nossos companheiros de quatro patas. Isso porque as bactérias presentes em uma gengiva inflamada e com sangramento podem migrar para outros órgãos por meio da corrente sanguínea.

tártaro em gatos
O tártaro em gatos, se não for removido a tempo, pode evoluir para doença periodontal

Mas esses problemas podem ser evitados, ou ao menos minimizados, se tivermos o costume de inspecionar a boca de nossos felinos e realizar uma higiene bucal regularmente (vamos falar mais a respeito no próximo artigo). Alguns veterinários recomendam uma limpeza todos os dias depois da última refeição. Outros recomendam de duas a três vezes por semana. Não é uma tarefa fácil, principalmente quando os gatos não estão acostumados que toquem e examinem sua boca. Mas vai evitar muita dor de cabeça. Até porque gatos são mestres em esconder a dor, e quando a manifestam, o problema já ganhou uma proporção maior.

tártaro em gatos

Sinais comuns de gengivite em gatos são:

• Gengivas vermelhas em vez de rosadas • Mau hálito • Dificuldade em comer ou mastigar em apenas um lado da boca • Falta de apetite • Inchaço leve no rosto • Sangramento pela boca ou nariz

Fique atento/a aos sinais de acúmulo de tártaro no seu gatinho e escolha uma dieta biologicamente apropriada a sua espécie, rica em proteína animal e muito pobre em carboidratos de qualquer natureza. Essas medidas vão afastar seu companheiro de muitos problemas futuros.

Este texto foi produzido com base nos seguintes artigos:

https://healthypets.mercola.com/sites/healthypets/archive/2017/09/30/why-pet-owners-favor-dry-pet-food.aspx

Feeding your cat to prevent dental issues

https://healthypets.mercola.com/sites/healthypets/archive/2014/01/01/pet-oral-health.aspx

https://healthypets.mercola.com/sites/healthypets/archive/2021/04/16/poor-oral-health-can-shorten-pets-life.aspx

https://feline-nutrition.org/answers/answers-what-dry-food-does-to-your-cats-teeth

E no livro:

The Royal Treatment

Aviso de segurança: A PetMe é um site meramente informativo. Portanto, todas as informações, dicas e sugestões nele contidas não substituem, em absoluto, a consulta a qualquer especialidade médico-veterinária.

Alimentação Natural

A Prevenção é sempre o melhor remédio. E a Nutrição é a base de uma ótima saúde. Entenda como Alimentação Natural pode desempenhar um papel fundamental na prevenção das doenças que tiram o sono de nós, tutores de cães e gatos.

Medicina Veterinária Integrativa

Como tutores de cães e gatos, devemos garantir que nossos pets tenham acesso ao melhor atendimento médico veterinário possível, caso tenha algum problema de saúde. E a abordagem que integra Tratamentos Convencionais com Terapias Alternativas pode ser mais efetiva e trazer mais benefícios para a saúde integral de nossos companheiros.

anúncio

INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E
GARANTA CONTEÚDOS GRATUITOS INCRÍVEIS!

não se preocupe, não vamos encher sua caixa de e-mail, tb não gostamos disso

comentários dos amantes
e tutores

Curabitur arcu erat, accumsan id imperdiet et, porttitor at sem. Mauris blandit aliquet elit, eget tincidunt nibh pulvinar a. Cras ultricies ligula sed magna dictum porta.

João Caiado

anúncio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email