anúncio

Saúde de verdade e maior longevidade para o seu cão e gato

Veja o que a ração seca faz com o aparelho digestivo do seu gato (spoiler: não é nada bom!)

‘Por que meu gato vomitou?’ é uma das perguntas mais comuns feitas aos veterinários. O vômito é o primeiro mecanismo de defesa pelo qual os gatos se protegem da absorção de substâncias que podem prejudicá-los. Para os fins deste artigo, vou considerar ‘vomitar’ tudo o que um gato expulsa da boca, independentemente de ter sido digerido ou não.

Os gatos têm um trato gastrointestinal relativamente curto, músculos abdominais poderosos e um sistema nervoso simpático delicado e preciso que pode detectar substâncias potencialmente nocivas e permitir que elas sejam expulsas.

Vômito em gatos não é um evento normal

Os gatos evoluíram como carnívoros obrigatórios. Eles são altamente especializados para ingerir, digerir e absorver proteínas e gorduras animais de forma eficiente. Por exemplo, desenvolveram dentes em forma de tesoura, projetados exclusivamente para dilacerar, rasgar e mastigar carne e ossos. Mas, quando alimentados com ração seca, seus dentes não são eficientes em lidar com todos aqueles pequenos grânulos. Como consequência, a maior parte da ração é engolida intacta.

Por causa do baixo teor de água das dietas comerciais secas, geralmente entre 5 e 10 por cento, uma vez que os pellets são engolidos, eles tendem a absorver grandes quantidades de água da saliva e do suco gástrico. No processo e como efeito colateral, essas pelotas incham e frequentemente excedem a capacidade do estômago, esticando sua parede e as fibras nervosas internas. Isso envia sinais de SOS para a medula oblonga no cérebro, o centro da resposta ao vômito, gerando o processo que todos nós testemunhamos pelo menos uma vez: nosso gato começa a miar de maneira estranha e inclinar a cabeça para baixo, o que é um episódio agudo de vômito, vomitando a comida que comeu alguns minutos atrás.

Essa é a origem dessas estranhas estruturas tubulares feitas de ração úmida que encontramos no chão. A mensagem que o trato gastrointestinal do gato está enviando é: ‘Não consigo digerir esta comida.’ Este é um dos efeitos, um efeito mecânico, da ração seca no intestino do seu gato.

Doenças que podem causar vômitos em seu gatinho

O vômito em gatos não é um evento normal. É uma bandeira vermelha de que algo está errado. Muitas patologias incluem o vômito como sintoma. É por isso que você precisa levar seu gato ao veterinário para um check-up e descartar a possibilidade de doença. Aqui estão alguns dos problemas que podem fazer os gatos vomitarem:

vômitos em gatos

Os motivos por trás das alergias em gatos

Outro efeito da ração seca é sobre o sistema imunológico. Muitos gatos desenvolvem alergia a alimentos secos. Isso causa vômitos intermitentes por um longo período de tempo. Se o gato está bem, parece saudável, mantém um peso normal, não parece doente e tem níveis de energia normais, mas vomita ocasionalmente, você deve considerar uma alergia alimentar como a possível causa. Em ambos os casos, mecânicos e imunológicos, há danos causados ​​à integridade da parede intestinal.

Vamos dar uma olhada rápida na visão microscópica do intestino. Da camada externa para a camada interna:

Serosa: esta é a folha de ‘cobertura’ do intestino e fica ao longo de todo o trato gastrointestinal.


Camada muscular: fibras musculares lisas que percorrem os intestinos e o estômago. Essa camada permite que o trato gastrointestinal se mova e se contraia, chamado peristaltismo, facilitando a digestão.


Submucosa: o local onde as glândulas digestivas estão localizadas, bem como o suprimento de sangue.


Mucosa: a camada interna onde ocorre a digestão molecular. Possui estruturas semelhantes a dedos ou ‘vilosidades’ cobertas pelos enterócitos.

Devido a danos mecânicos e / ou imunológicos na mucosa, uma ruptura ocorre nesta barreira delicada, permitindo a passagem de nutrientes não digeridos para a corrente sanguínea. Isso inclui proteínas, aditivos e conservantes dos alimentos, bactérias do intestino e alimentos. Todos esses agora são alérgenos. Essas moléculas inteiras não digeridas são detectadas pelo sistema imunológico, gerando uma resposta imunológica e sensibilizando o indivíduo a esse ou àqueles antígenos específicos presentes no alimento.

Um ciclo vicioso

A mucosa intestinal é uma barreira muito eficiente que limita a absorção de macromoléculas. Depois que o antígeno é exposto ou apresentado pela primeira vez na mucosa, geralmente, uma resposta imune local se desenvolve. Essa resposta inflamatória reduz a quantidade de material antígeno absorvido. Se o estímulo nocivo persistir, a resposta se tornará geral, em todo o corpo.

Quando a inflamação do trato gastrointestinal é estabelecida e o paciente permanece sem tratamento, a taxa de absorção aumenta devido à vasodilatação da mucosa, permitindo a ingestão de maior quantidade de alérgenos, causando um ciclo vicioso. Quando isso acontece, o primeiro sinal clínico geralmente observado é o vômito, às vezes com presença de sangue. Os sinais que se seguem podem ser diarreia / fezes amolecidas, anorexia, coceira, alopecia, mal-estar, lambedura excessiva, queda de pelo e infecções cutâneas secundárias.

Se o intestino curto estiver envolvido, a diarreia é caracterizada por um grande volume de fezes líquidas e soltas, condição física ruim e perda de peso. Em muitos casos de gatos com inflamação crônica do trato gastrointestinal, a diarreia não está presente até que ocorra um evento estressante, como gravidez, parto ou mudança de ambiente.

vômitos em gatos

Dê ao seu gato a chance de seu organismo se regenerar

A maneira melhor e mais eficaz de interromper esse ciclo vicioso é parar de fornecer alimentos inadequados para a espécie e alimentar o paciente com uma alimentação natural para gatos. Não se esqueça, o trato gastrointestinal tem a capacidade de renovar suas células de revestimento a uma taxa extraordinária, ultrapassando até mesmo todos os outros tecidos. Vamos dar à Mãe Natureza uma chance de se curar com uma nutrição adequada para gatos.

Este texto é uma tradução adaptada do artigo “What Dry Food Does to Your Cat’s Gut?, do portal Feline Nutrition Foundation.

Aviso de segurança :A PetMe é um site meramente informativo. Portanto, todas as informações, dicas e sugestões nele contidas não substituem, em absoluto, a consulta a qualquer especialidade médico-veterinária.

Alimentação Natural

A Prevenção é sempre o melhor remédio. E a Nutrição é a base de uma ótima saúde. Entenda como Alimentação Natural pode desempenhar um papel fundamental na prevenção das doenças que tiram o sono de nós, tutores de cães e gatos.

Medicina Veterinária Integrativa

Como tutores de cães e gatos, devemos garantir que nossos pets tenham acesso ao melhor atendimento médico veterinário possível, caso tenha algum problema de saúde. E a abordagem que integra Tratamentos Convencionais com Terapias Alternativas pode ser mais efetiva e trazer mais benefícios para a saúde integral de nossos companheiros.

anúncio

INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E
GARANTA CONTEÚDOS GRATUITOS INCRÍVEIS!

não se preocupe, não vamos encher sua caixa de e-mail, tb não gostamos disso

comentários dos amantes
e tutores

Curabitur arcu erat, accumsan id imperdiet et, porttitor at sem. Mauris blandit aliquet elit, eget tincidunt nibh pulvinar a. Cras ultricies ligula sed magna dictum porta.

João Caiado

anúncio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email